quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Bebê é atropelado por bandidos em fuga e para em capô de carro em movimento


 
Foto: Reprodução

Furto de carro terminou em perseguição de motoristas de aplicativo e Polícia Militar aos ladrões na noite desta quarta-feira (27), em Campo Grande. Na fuga, os bandidos chegaram a atropelar uma criança de um ano e meio, no Bairro Aero Rancho. "Foi a pior sensação do mundo", diz a confeiteira Valdirene Frazão dos Santos, de 32 anos, sobre os momentos de angustia, ao ver o filho em cima do capô do carro em movimento.

O atropelamento, que quase terminou em tragédia, ocorreu após furto de um veículo na tarde desta quarta, quando um motorista de aplicativo deixou o veículo Fiat Uno em um lava-jato, na Avenida Bandeirantes. "O dono deixou o carro para lavar e como de costume, a gente lava e deixa na frente, foi o que fizemos", conta o dono do lava-jato, Erike Rodrigues de Oliveira, 38 anos.

O carro seria entregue ao dono às 17h. "Deixamos pronto às 15h e continuamos trabalhando. Ainda vi um rapaz passando sem camisa, mas nem desconfiei. Quando deu 17h, fui pegar, aí dei conta que não estava lá", lamenta o empresário.




Erike então avisou o dono do carro e a polícia. "Como lavo muito carro de motorista de aplicativo, avisamos no grupo. Depois de um tempo, teve um motorista que estava na região do Tarumã que viu o carro. Então, nos unimos, enquanto ele foi seguindo e mandando a localização, chamamos a polícia", conta. "Foi muito carro atrás, uns 20, parecia cena de filme", descreve.

Na Rua Santa Quitéria, já no Aero Rancho, os bandidos perceberam que estavam sendo seguidos pelos motoristas e polícia, então, acessaram uma das ruas em alta velocidade. Foi nesse momento, que atropelaram a criança, no cruzamento das ruas Volta Redonda e Bueno.

O menino estava seguindo com um vizinho até a mercearia do bairro. A mãe, Valdirene, viu tudo. "Ele estava indo na mercearia com o vizinho, andando, aí eles [bandidos] viraram correndo com o carro e atropelaram os dois. Meu vizinho, para salvar o neném, pegou ele no colo e abraçou. Meu vizinho foi pego em cheio", lembra a mulher.

Com o impacto, o homem foi lançado para o outro lado da rua e a criança se soltou dos braços dele. "Meu filho foi parar no capô do carro e a gente pedia para eles pararem, mas andaram mais um pouco e pularam do carro em movimento", diz.

A mulher relembra da angustia que viveu, ao ver o carro continuar descendo a rua. "O carro continuou descendo e parou 200 metros depois, em uma árvore. Eu e meu marido vimos tudo e corremos atrás até o carro parar. Foi a pior sensação do mundo, meu filho estava sem reação, achei que tinha morrido", diz a mãe.

A criança foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Universitária, apenas com escoriações no pescoço e cabeça. Hoje, já estava no colo da mãe, em casa. "Foi Deus que não fez acontecer nada com a criança", comentou aliviado o dono do lava-jato. O vizinho também teve ferimentos e foi socorrido.

Um bandido acabou preso pela Polícia Militar e foi reconhecido pela vítima, já os outros dois correram e conseguiram fugir.


Com informações do site: campograndenews