quarta-feira, 6 de outubro de 2021

Homem é achado morto 5 dias após barco afundar durante tempestade de areia.


 
Foto: Reprodução
Valdir Greter, de 68 anos, foi encontrado morto na manhã de ontem, cinco dias após ter desaparecido no Rio Paraná, próximo à cidade de Presidente Epitácio (SP). Ele havia saído para pescar com um amigo, mas acabou morrendo afogado após enfrentar os fortes ventos da tempestade de poeira que ocorreu no interior de São Paulo na sexta-feira (1). 

Segundo o Corpo de Bombeiros, os dois haviam saído pela manhã, antes da ocorrência dos ventos, que ocorreram no início da tarde. Com o fenômeno, a embarcação em que Greter estava afundou.

O companheiro, cuja identidade não foi divulgada, foi encontrado no dia seguinte, boiando no rio com o colete salva-vidas, cerca de 6 km de onde teria ocorrido o naufrágio. Ele foi resgatado por pescadores locais e informou às autoridades que havia mais uma vítima do acidente. A embarcação foi encontrada próximo da plataforma onde eles pescavam. 

As buscas por Greter começaram logo em seguida, mas o pescador só foi encontrado dias depois, a cerca de 8 km de onde a embarcação afundou. Ainda, de acordo com os bombeiros, ele também estava com colete salva-vidas, mas o aparato enroscou em uma bolsa de pesca, o que faz com que as autoridades acreditem que esse objeto fez peso levando-o ao afogamento.  

Mortes durante temporal 

Outra morte durante o fenômeno de sexta-feira (1) foi registrada em Tupã, também interior de São Paulo. Um homem de 42 anos morreu após um barranco desmoronar no Bairro Reserva. Segundo o corpo de bombeiros, a vítima foi socorrida e levada até a Santa Casa do município, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a Inmet, as rajadas de vento chegaram a 80 km/h durante a tarde na cidade. 

A tempestade foi confirmada em municípios como Andradina, Penápolis e Presidente Prudente, onde os ventos chegaram a 103 km/h. O fenômeno também foi registrado em Goiânia no final da tarde.

Com informações do site: UOL