sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Homem Estupra Irmãs, Incentiva O Suicídio Delas E Tenta Matar A Mãe


 
Foto: Reprodução
Faltou pouco para ser interrompido o período de quase dois anos sem feminicídio na região de Manhuaçu nesta sexta-feira (28/10). Ostentada com orgulho pela Polícia Civil de Manhuaçu, a marca foi preservada com a prisão de um homem que ameaçou matar a própria mãe com um facão, além de tentar incendiar a casa onde morava com a mãe e duas irmãs adolescentes.

O homem teve a sua prisão preventiva decretada pela Justiça, depois de ser denunciado pela tentativa de feminicídio e estupro de vulnerável, segundo informou a delegada Adline Ribeiro de Mello, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), de Manhuaçu. Na denúncia oferecida contra o homem, também consta que ele incentivava as irmãs adolescentes a cometer suicídio.
 
A prisão do homem foi resultado de uma ação realizada pelos policiais civis da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), da 6ª Delegacia Regional de Polícia Civil. O homem foi preso no Bairro Vila Formosa, em Manhuaçu.
 
A delegada Adline Ribeiro explicou que os abusos sexuais contra as meninas, praticados pelo irmão, aconteceram 5 anos atrás. À época, temendo ser denunciado à polícia, o homem saiu de casa, para alívio da mãe e das irmãs.

Depois de quase 5 anos fora de casa, o homem retornou, para desespero das meninas, hoje, adolescentes. Elas começaram a ter comportamento estranho, segundo contou a mãe delas, e tentaram se matar, cortando os pulsos. Segundo a mãe das adolescentes, o seu filho abusador ainda incentivava as irmãs a se cortarem.
 
A mãe encaminhou as filhas para atendimento psicológico no CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) de Manhuaçu, e isso irritou o homem, que, temendo ser denunciado, ateou fogo na casa onde morava com a mãe e as irmãs.

“A mãe desse homem e as meninas estavam dormindo, mas acordaram com o cheiro forte da fumaça e conseguiram apagar o fogo”, explicou a delegada. O homem se desesperou e tentou matar a sua mãe com um facão. Foi a gota d´água – e o que ele mais temia aconteceu. Ele foi denunciado e a polícia, com ordem judicial, efetuou a sua prisão.

Com informações do site: DIÁRIO INFORMATIVO