close

quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Homem suspeito matar a companheira a pauladas, confessou o crime.


 
Foto: Reprodução
O homem preso suspeito matar a companheira Renata Delfino Moreira, em julho deste ano, a pauladas, na cidade de Eunápolis, no sul da Bahia, confessou ter cometido o crime e revelou ter feito isso após uso de drogas. Gênesis da Silva Souza, de 33 anos, foi encontrado no Espírito Santo.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, Gênesis da Silva Souza foi preso durante uma ação conjunta das polícias Civil e Militar capixabas.

Ainda de acordo com a SSP, o homem usava um nome falso e foi localizado na casa de parentes, após troca de informações entre a 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Eunápolis, responsável pelas investigações, com a Polícia Civil do Espírito Santo.

“Renata foi morta a pauladas na casa onde morava com o suspeito, no bairro Dinah Borges. Após espancar a vítima, o homem deixou o corpo sobre a cama do casal, trancou a residência e fugiu”, informou o delegado Moisés Nunes Damasceno, da 23ª Coorpin.

“Uma amiga de Renata, que também estava no imóvel e encontrou o corpo, disse só ter percebido o crime no dia seguinte, quando achou estranho o fato da vítima não ter saído do quarto”, acrescentou o delegado.

O homem, que já havia tentado matar a companheira em novembro de 2019, quando o casal morava no município de Serra, foi transferido para Eunápolis, na noite de quarta-feira (27), onde está à disposição da Justiça.

Com informações do site: BNEWS