sábado, 9 de outubro de 2021

Lucas Penteado afirma que não estava sob efeito de álcool e drogas em live com ex


 
Foto: Reprodução
O cantor e ator Lucas Penteado voltou a se pronunciar sobre a live na internet com a ex-noiva, Julia Franhani, em que a acusou de traí-lo com um segurança. Ela negou que tenha traído o jovem. O artista, por meio de sua assessoria de imprensa, negou que estivesse sob o efeito de álcool ou drogas durante a transmissão.

"O ator ainda esclarece que no dia dos fatos não estava alcoolizado ou teria usado drogas antes de fazer a live naquela noite, o que pode ser atestado por testemunhas", consta do comunicado, que ressalta ainda o pedido para que fãs parem de atacar a ex-noiva, através das redes sociais.

Ele destacou que, ao contrário da informação que circulou na ocasião, não ficou com nenhum objeto de Julia. "Lucas afirma que não furtou ou se apropriou de qualquer objeto ou pertence da ex-noiva, como celular e documentos, assim como não invadiu a privacidade, nem trocou senhas dela em redes sociais e aplicativos".

Na madrugada do dia primeiro deste mês, Lucas abriu uma live falando que flagrou a traição da noiva e o segurança pessoal. O desabafo era feito enquanto filmava o rosto dos envolvidos, mesmo com os pedidos para que ele interrompesse a transmissão.

Paternidade
A equipe de Lucas se pronunciou também sobre o processo de reconhecimento de paternidade, com outra ex-namorada do artista. O ex-BBB já se prontificou a fazer o teste de DNA, no passado, mas que o resultado deu negativo, segundo informou a assessoria de Lucas.

"Em relação ao processo de investigação de paternidade proposto por uma ex namorada, o ator esclarece que ela já tinha proposto a mesma ação em 2016, mas após Lucas ser submetido ao exame de DNA junto ao IMESC (Instituto de Medicina Social e Criminologia de São Paulo), o resultado foi negativo, e as 2 peritas do Instituto Oficial concluíram que Lucas não era o pai biológico da criança", consta do comunicado, que continua:

"Se de fato fosse o pai, o ator jamais se eximiria de suas responsabilidades e certamente reconheceria e exerceria plenamente a paternidade. Lucas está a disposição do Poder Judiciário para ser intimado e, se necessário, ser submetido a novo exame de DNA".

Com informações do site: IBAHIA