quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Calçada desaba e mais de 30 pessoas caem em rio durante evento de Natal no sul do BR; Video mostra momento


 
Foto: Reprodução
Uma calçada cedeu e ao menos 30 pessoas caíram em um rio na cidade de Joinville, no Norte de Santa Catarina, na noite desta segunda-feira (22). O caso ocorreu durante uma apresentação de Natal. A prefeitura afirmou que não há vítimas graves. Polícia Militar e bombeiros atenderam a ocorrência.
 
As informações são do site G1.

O Hospital Infantil de Joinville informou que recebeu 11 crianças, todas com escoriações leves. Elas foram atendidas e estão bem, conforme a unidade de saúde. A prefeitura disse que 19 adultos foram atendidos no Hospital Municipal São José de Joinville.

A calçada que cedeu passa sobre uma galeria fluvial. Em nota divulgada às 22h desta segunda, a Prefeitura de Joinville informou que apura as informações sobre o caso. "Todos as pessoas que precisaram de atendimento foram socorridas e estão sendo assistidas em unidades de saúde da cidade", disse.
 
A prefeitura informou à NSC TV que a galeria fluvial, que faz parte das obras de drenagem do Centro, não cedeu e não foi afetada pela queda. Técnicos da Defesa Civil e da Secretaria de Infraestrutura fizeram uma vistoria na noite desta segunda no local, inclusive por baixo da galeria, e a estrutura está intacta. Até 22h23 desta segunda, não se sabia ao certo por que a calçada cedeu.

O caso ocorreu na Avenida Beira-rio. Os bombeiros informaram que levaram oito crianças até o Hospital Infantil de Joinville, uma com traumatismo cranioencefálico. Porém, a unidade de saúde não confirmou o caso de traumatismo.

Os bombeiros deslocaram 16 profissionais, três ambulâncias e três carros de apoio para o atendimento. Também foram até o local socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da Defesa Civil.

Apesar do acidente, o evento continuou.

Ricardo Korb, morador de Joinville, participava do evento e descreveu o que viu. "Pais, mães com crianças no colo caíram. Foi uns 2 metros de altura e pararam sobre o lodo do rio".

Outra testemunha foi a empresária Cristiane Sampaio. “Bem na hora que nós estávamos assistindo à contagem regressiva, deu um barulho. Nisso, a gente viu que o chão cedeu e bastante crianças e mulheres que estavam lá dentro foram sendo puxadas pelas pessoas mesmo".

Veja abaixo o video:

Com informações do site: G1