quarta-feira, 10 de novembro de 2021

Casa dos Horrores'. Salvou os 12 irmãos e agora relata o terror vivido


 
Foto: Reprodução
Omundo conhecia em 2018 uma das histórias mais chocantes dos Estados Unidos. David e Louise Turpin, um casal a morar em Perris, na Califórnia, manteve 13 crianças em cativeiro durante vários anos. Uma delas, Jordan Turpin, de 17 anos, conseguiu fugir, a 14 de janeiro desse ano, e chamar a polícia.

Agora, dois anos depois de escaparem daquela que ficou conhecida como a 'Casa dos Horrores', Jordan e uma das irmãs relatam pela primeira vez o terror que viveram às mãos dos pais, condenados em 2019 a uma pena de prisão de 25 anos a perpétua. 

A jovem, na altura com 17 anos, assume que "estava a tremer" quando conseguiu fugir e que mal era capaz de chamar o 112. Quando a polícia chegou ao seu encontro, achou que esta teria cerca de 10 anos por estar tão subdesenvolvida devido aos maus-tratos que tinha vivido. 

"Chegámos perto da morte tantas vezes", relata recordando que o momento da fuga foi um "agora ou nunca". "Se algo acontecesse comigo, pelo menos eu morria a tentar", disse em entrevista.

A irmã de Jordan, cujo nome não é referido, conta: "a única palavra que consigo pensar em chamá-lo é inferno". 

De acordo com o processo, as crianças recebiam uma única refeição racionada por dia e só podiam tomar banho uma vez por ano. 

As torturas pelas quais passaram às mãos do casal Turpin incluíam espancamentos, serem acorrentados à cama ou não terem acesso à casa de banho durante meses.

Quando a polícia entrou na 'Casa dos Horrores', após o contacto de Jordan, encontrou 12 jovens com idades entre os dois e os 29 anos, alguns acorrentados à cama, desnutridos e sujos.

A entrevista dada à ABC News será transmitida num programa especial no próximo dia 19 de novembro. 


Com informações do site: noticiasominuto