quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Corpo é achado em Ruy Barbosa e família diz ser de idosa que foi arrastada pela água da chuva ao tentar atravessar ponte


 
Foto: Reprodução
Um corpo foi encontrado por volta das 10h20 na cidade de Ruy Barbosa, a cerca de 320 quilômetros de Salvador e a família diz ser da idosa que foi arrastada pela água da chuva ao tentar atravessar ponte no município.

Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente e coordenador da Defesa Civil de Ruy Barbosa, Arthur Francelino, o corpo foi achado de barriga para baixo, por bombeiros e agentes da Defesa Civil, e a família confirmou ser Nilzete Suzarte Leal, de 62 anos, através da roupa.

O corpo será encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para confirmação da informação fornecida pela família.

Nilzete desapareceu quando tentava atravessar uma ponte, na noite de domingo (7). Ela foi arrastada pela água da chuva, após sair da igreja com destino à casa onde mora.

O Corpo de Bombeiros iniciou as buscas pela idosa na segunda-feira, mas a cidade ainda estava com muitos pontos de alagamento. Nesta terça, com a estiagem e escoamento da água, os bombeiros e agentes da defesa civil acharam um corpo e suspeitam que seja da idosa.

Na cidade baiana de Feira de Santana, um homem também foi arrastado pela água quando tentou atravessar uma ponte sobre rio. O volume do rio aumentou devido a chuva que atinge a região. Nesse caso, o homem segue desaparecido.

Chuva
A chuva forte atingiu Ruy Barbosa entre o final de semana e segunda-feira (8), e em quatro horas choveu quase 180 mm. O volume esperado para o mês de novembro era de 100 mm.

A situação causou prejuízos de infraestrutura no município e deixou pessoas desalojadas. A prefeitura precisou alugar uma pousada para colocar os desalojados. De acordo com o secretário Arthur Francelino, a chuva causou a interdição do lixão do município.

"Estamos jogando lixo no município vizinho Macajuba. Aqui não está chovendo mais, mas tem previsão de chuva leve. [Tivemos] prejuízo em prédios públicos, no comércio, na pavimentação asfáltica, interrupção das aulas, problema de eletrificação, questão de iluminação pública", disse.

Diante da situação, a cidade decretou situação de emergência, mas aguarda homologação do governo do estado.

Em caso de emergência, os moradores podem ligar para a prefeitura do município através do número (75) 3252-1043.

Com informações do site: G1