quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Dois policiais militares são expulsos da corporação por assassinato de colega de farda


 
Foto: Reprodução
Dois policiais militares que atuavam na 67ª Companhia Independente (CIPM), em Feira de Santana, foram expulsos da corporação, nesta segunda-feira (22), conforme publicação do Comando da Polícia Militar na Bahia. Segundo os autos, os soldados são acusados da morte do subtenente Juscenir Rodrigues da Fonseca Otoni, de 48 anos. O crime aconteceu em março de 2019, nas proximidades do conjunto Feira VII.

Segundo informações, os soldados Sérgio Ricardo Sobral Ramos e Adriano Nascimento Silva, estavam à paisana e estavam em busca de um suspeito que tinha assaltado um mercadinho. Imagens divulgadas na época do crime, mostram que a rua El Salvador, estava movimentada, quando o subtenente, também sem uniforme, encosta sua moto no lado direito da pista e dá a impressão que aguardava para fazer uma manobra para seguir o sentido contrário.

Em seguida, uma outra moto se aproxima e o carona já desce atirando contra Otoni que, antes de morrer, revida e atira contra os rivais. A vítima trabalhava na 66ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), também em Feira de Santana, e morava no conjunto Feira X. Além do subtenente morto, um dos PMs acusados ficou ferido no tiroteio e um morador, que passava no momento do confronto, também foi baleado.

Em uma publicação no Boletim Geral Ostensivo (BGO), nesta segunda (22), o comando da Polícia Militar na Bahia comunica as demissões dos dois soldados. Ambos ainda respondem a processo na Vara do Júri e Execuções Penais por homicídio qualificado.

Além da demisão da Polícia Militar, os policiais respondem processo na Vara do Júri e Execuções Penais por homicídio qualificado.

Com informações do site: CENTRAL DE POLÍCIA