quarta-feira, 3 de novembro de 2021

‘Estavam possuídas’, disse homem após matar filha e esposa por ‘ordem divina’


 
Foto: Reprodução
Um homem de 57 anos, matou a própria esposa e filha e deixou os corpos apodrecendo dentro da casa onde viviam. O caso ocorreu em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (a 323 km de Campo Grande).

Os corpos foram encontrados na tarde da última terça-feira (2), sobre as camas nos dois quartos da casa. Os vizinhos acionaram a polícia após sentirem um forte odor vindo da casa, que exalava há semanas pela área. Os moradores do bairro suspeitavam que o odor poderia ter ligação com o desaparecimento da mãe e filha há cerca de 4 meses.

Quando os policiais chegaram até a casa, o homem tentou impedir a entrada das autoridades, mas com o forte mau cheiro exalando no local, a Polícia Nacional entrou na residência para vistoriar, quando ao entrarem nos quartos, encontraram os corpos das vítimas. A mulher de 48, que seria a esposa do homem, e a filha do casal, de 20 anos.

As vítimas estavam com o corpo aberto e os órgãos retirados. Diante do crime macabro, o homem confessou o crime e alegou que a filha estaria possuída pelo demônio. Ele revelou a polícia que matou a filha estrangulada como forma de sacrifício e por ”ordem de Deus”, na esperança que ela ressuscitasse três dias após sua morte.

Como a filha não voltou à vida, ele confessa que matou a esposa com a ajuda do genro e do filho de 18 anos, e logo após deixaram o corpo apodrecendo sobre a cama.

“Matei em nome de Jesus”, disse o homem. Em entrevista a repórteres da fronteira, ele afirmou que escuta “vozes divinas”.

O Médico Perito revelou que os corpos estavam há pelo menos quatro meses em decomposição. O homem foi preso e o caso continua sendo investigado.

Com informações do site: CM7