quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Ex-deputada Flordelis pode ir a julgamento pelo assassinato do pastor Anderson em meados de março de 2022


 
Foto: Reprodução
No primeiro trimestre do ano que vem, a ex-deputada Flordelis dos Santos de Souza pode ir a julgamento acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido, Anderson do Carmo. Vale destacar que os recursos apresentados pela defesa da ex-deputada federal contra uma decisão tomada pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce de levar Flordelis a júri popular não impede que seja marcada uma data para a sessão. O pastor Anderson do Carmo foi assassinado no dia 16 de junho do ano de 2019.

Agora, a ação deve estipular um prazo para que tanto a defesa, quanto a acusação, apresentem as testemunhas que desejam que sejam ouvidas na sessão de julgamento de Flordelis. Além disso, ambas as partes também poderão requerer algumas diligências antes do início do julgamento.

De acordo com a defesa da pastora, estima-se que, levando em conta o tempo mínimo para que as partes cumpram os trâmites necessários, a juíza pode marcar o julgamento da pastora lá para março do próximo ano.

Flordelis não será a única a ser julgada na sessão, já que deve ser acompanhada por quatro de seus filhos e uma neta. Um policial e a sua companheira também serão réus no mesmo julgamento.

Nesta quarta-feira, 24, dois filhos da pastora foram condenados pela morte de Anderson. Flávio dos Santos Rodrigues recebeu pena de 33 anos e seis meses, já Lucas Cézar dos Santos de Souza foi condenado a 7 anos e seis meses de prisão. Tanto Flávio, quanto Lucas, foram condenados pelo crime de homicídio triplamente qualificado (realizado de forma cruel, por motivo torpe e ainda mediante a emboscada, traição ou qualquer outro tipo de recurso que dificulte ou impossibilite a defesa da vítima).

Com informações do site: Tv prime