quinta-feira, 25 de novembro de 2021

INTERIORAL: Prefeito é acusado de matar cão a pauladas e afirma ser vítima de ‘armação política’


 
Foto: Reprodução
O prefeito de Campestre, Nielson Mendes (MDB), está sendo acusado de ter matado um cachorro a pauladas, na frente dos donos do animal, que estava preso por uma corrente na entrada de casa, localizada na comunidade Pau Amarelo.

De acordo com informações, o fato teria ocorrido na semana passada, mas somente nesta semana chegou ao conhecimento das autoridades. O prefeito negou qualquer envolvimento com o ato e disse que a acusação é fruto de “armação da oposição”.

Conforme a denúncia, Nielson teria se irritado porque o cachorro comeu uma galinha de sua propriedade. Responsável pelas investigações, o delegado Leonam Pinheiro disse que o caso começou a ser apurado com base em vídeos divulgados nas redes sociais.

Na gravação, um parente do dono do animal contou que o gestor do município parou a caminhonete na frente do imóvel, desceu, pegou um pedaço de pau no chão e matou o animal, cujo corpo teria sido jogado em um descampado.

“Estamos aguardando as pessoas do vídeo virem à delegacia para prestar depoimento. Sendo confirmado em termos de declarações aquilo que relataram, o prefeito será responsabilizado penalmente pelo crime de maus-tratos”, pontuou o delegado.

O caso também foi denunciado à Comissão de Bem-Estar Animal da OAB-AL. Em nota, Nielson afirmou que vai acionar a Justiça contra os acusadores e repudiou “tamanha baixeza política por parte da oposição”.

Confira o texto na íntegra abaixo:
 
“Nielson Mendes, conhecido como Pino, esclarece que jamais cometeria tamanha crueldade e que não teve qualquer envolvimento com a morte a pauladas de um cão, no acesso ao povoado Pau Amarelo, na semana passada. Pino pede respeito e repudia tamanha baixeza política por parte da oposição.”

Com informações do site: BR104