quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Mãe fica em pânico ao perceber que leite materno está cor de rosa; médico explica fenômeno


 
Foto: Reprodução
Mamãe de primeira viagem, a jovem Jo Overby, de 28 anos, moradora dos Estados Unidos, ficou em choque quando percebeu a cor do seu leite materno. Ela havia acabado de fazer a retirada do leite para o seu filho recém-nascido quando viu estar cor de rosa.

Procurando uma explicação para a alteração de cor do leite materno, a mãe decidiu compartilhar a experiência em seu perfil nas redes sociais. Ela mostrou uma embalagem com o líquido em que um estava no tom comum que é branco e o outro o leite rosado.

O vídeo compartilhado pela americana já teve mais de 14 milhões de visualizações e milhares de comentários, inclusive, de mães que passara pela mesma experiência. Moises Chencinsky, pediatra e faz parte do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria, explicou que esse tipo de alteração na cor do alimento é normal.

“A tonalidade rosa na maioria das vezes indica a presença de sangue no leite. A mãe está com alguma fissura externa no mamilo ou sangramento interno que deve ser tratado. O consumo do leite cor de rosa, porém, é seguro para o bebê”, explicou o especialista.

Um dos motivos que pode causar sangramento nos seios durante o período da amamentação é a forma da criança pegar o peito da mãe. Se o bebezinho não encaixar os lábios de forma correta na auréola adequadamente pode acabar provocando fissuras. Bebês que tem a língua presa também podem ter a amamentação prejudicada.

Existem outras cores que o leite materno pode apresentar que são inofensivas as crianças. O líquido pode ficar laranja devido aos alimentos que a mãe ingere, como cenoura e abóbora. Tom azulado pode ocorrer no início da mamada devido o leite ter menor concentração de gordura. Já o tom esverdeado pode acontecer por causa de alimentos como espinafre, algas e vegetais. E a cor marrom costuma surgir nos primeiros dias da amamentação, pois os dutos estão se adaptando a produção.

O leite materno pode ficar amarelado quando o bebê está doente e segundo especialistas, o fenômeno tem relação com a presença de anticorpos específicos que auxilia a criança no combate a infecção.

Com informações do site: 1news