sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Mãe se cansa de opiniões alheias e diz o que pensa sobre ter um filho transgênero de 5 anos


 
Foto: Reprodução
Emily, de 25 anos, é mãe do pequeno EJ Torrisi, de apenas cinco anos e que, apesar de novinho, “é exatamente quem deveria ser”, segundo diz a mulher. O menino, que é de New Jersey, nasceu menina, porém, ele se identifica como sendo do gênero masculino.

Em uma entrevista, ela desabafou sobre críticas que tem recebido sobre a identificação da criança. Emily conta do início da vida escolar dele, que é uma fase para crianças terem escolhas, só que essa questão não é como um esporte a ser escolhido, mas sim algo relacionada à personalidade.

A mãe do menino disse que, desde quando ele teve voz para expressar sua própria opinião, sobre como ele queria se vestir e se mostrar, a atitude dele mudou e está mais feliz. Ela disse ainda que, como mãe, consegue ver seu filho aprendendo e crescendo todos os dias, tornando ele próprios e que simplesmente se encaixa no que é.

Por conta da sua experiência de vida, ela decidiu compartilhar a história dos filhos, com o objetivo de que outras pessoas aceitem melhor as crianças trans, independente da idade que elas tenham; e que é possível que uma pessoa se sinta assim, do jeito que é e que está tudo bem. “Quero que as pessoas entendam que, seja uma criança ou um adulto, todos têm sentimentos e emoções e todos têm o direito de fazer suas próprias escolhas“, disse Emily.

Menino trans teve preferências masculinas desde cedo
A mãe de EJ e o marido, Alfio Torrisi, perceberam desde muito cedo que o menino preferia brinquedos fabricados com o intuito de serem vendidos para meninos, como caminhões, carros e dinossauros, além de pedir roupas com modelos mais ‘masculinos’.

Com informações do site: 1NEWS