domingo, 21 de novembro de 2021

Marília Mendonça e a fé: como era relação da cantora com a igreja e os trabalhos em bares


 
Foto: Reprodução
O mundo perdeu Marília Mendonça no dia 5 de novembro, em um acidente aéreo que tirou a vida dela e de mais quatro pessoas. A queda da aeronave aconteceu no município de Caratinga, que fica no interior de Minas Gerais. No local, a artista realizaria um show.

A cantora era muito conhecida no país por conta de seu trabalho no mundo do sertanejo, com composições e canções que eram entoadas por milhões de fãs. Suas músicas eram as mais tocadas em diversos serviços de streamings, por muitas vezes a colocando na frente de estrelas internacionais.

Marília sempre defendeu a presença de mulheres no meio sertanejo, sendo ela uma de suas maiores representantes na atual geração. Em uma entrevista que ela deu no Lady Night, apresentado por Tatá Werneck, ela contou sobre isso, além de falar sobre a relação dela com a igreja.

Marília Mendonça e a fé
A cantora disse inicialmente que na igreja que ela frequentava todo mundo cantava, tendo até um playback. Na ocasião da entrevista, a cantora disse que acreditava em Deus, mas que a religião não tinha sido muito legal com ela.

Marília Mendonça e a relação da igreja e bares
“Eu fui obrigada a sair para trabalhar com 15 anos. Quando eu cantava num bar, não tinha bebida, eu cantava para trabalhar, e a gente não foi bem aceito por isso na igreja, diziam que eu e minha mãe não seríamos aceitas por Deus de jeito nenhum. As pessoas param de acreditar em Deus porque um falador diz que Deus não gosta de você do jeito que é“, disse ela em outro momento da entrevista, comandada por Tatá.

A cantora conclui a sua fala dizendo que iniciou na composição de suas canções quando começou a enxergar o machismo no mundo, escrevendo o que gostaria de ouvir dos homens. Marília ressalta que o feminismo verdadeiro é aquele feito através de atitudes.

Com informações do site: TV PRIME