quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Policiais encapuzados invadem povoado e geram conflito na área


 
Foto: Reprodução
O povoado de Arroz, próximo à Formosa do Rio Preto, foi surpreendido por policiais encapuzados e armados a pedido do ex-prefeito Gerson Bonfatti. Segundo o portal Repórter Brasil, a ação da polícia local vingava o fracasso de uma investida anterior, quando PMs à paisana teriam sido expulsos do vilarejo ao tentar escoltar um ruralista.

Sem fardamento, quatro policiais e o filho do ex-prefeito, Felipe Bonfatti,  invadiram uma área em Arroz, na tarde do dia 23 de março. De acordo com o boletim de ocorrência, os homens portavam três pistolas Taurus calibre 380, uma Taurus calibre 40 de propriedade da PM da Bahia e quatro carregadores municiados.

Os moradores perceberam algo de errado ao escutar barulhos. Quando chegaram no local, notaram o grupo, que começava a destruir o curral da comunidade. Cerca  de 30 agricultores cercaram Felipe e os policiais. Houve invasão de casas, espancamento de agricultores e ameaça ao povoado.A briga corporal terminou com as identidades dos PMs reveladas e os invasores, desarmados e expulsos. A Polícia Civil afirmou que os PMs envolvidos foram afastados, que outras suspeitas estão sendo apuradas pela Corregedoria da Polícia Militar e que indiciou quatro moradores por crimes como porte ilegal de armas.

Moradores de arroz contaram, em entrevista ao Repórter Brasil, que não é a primeira vez que sofrem ameaças deste grupo. Alguns meses antes, foi feito um boletim de ocorrência por desmatamento, apontando Gerson Bonfantti como responsável, mas a denúncia não andou. Felipe, sócio de seu pai na  empresa Terra Bonfantti Terraplenagem, queria abrir uma área no povoado, mas estaria sendo ameaçado. (BN)

Com informações do site: VOZ DA BAHIA