sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Policial é presa após lavar a farda suja de menstruação


 
Foto: Reprodução
Um coronel da Polícia Militar do Ceará (PMCE) prendeu por abandono de posto uma tenente que foi flagrada com roupa à paisana e fora do batalhão, no momento em que deveria estar em serviço. Ao ser abordada, a mulher explicou ao superior que precisou tirar a farda para lavar, pois havia menstruado e o sangue havia vazado, sujando o fardamento.

Ainda segundo a tenente, como era horário de almoço, ela se dirigiu até a frente do batalhão, onde pegaria uma quentinha enquanto a roupa secava. Foi nesse momento que o coronel passou e a viu sem a farda, a abordou e a conduziu para a Coordenadoria de Polícia Judiciária Militar (CPJM).

A tenente é supervisora da área, pelo Batalhão de Policiamento Turístico (BPTUR), e segundo a Coordenadoria, o crime que ela cometeu está previsto no artigo 195 do Código Penal Militar.

Em nota, a Polícia Militar do Ceará informou que o militar em serviço tem o dever de “passar todo o turno de trabalho uniformizado e, se tiver um caso fortuito, deve informar de imediato ao seu superior hierárquico, o que não teria sido feito pela policial militar no referido caso”.

O caso aconteceu no dia 28 de outubro, mas só agora foi levado a público pelas autoridades. O caso está sendo apurado pela Coordenadoria de Polícia Judiciária Militar. A defesa da policial não quis se pronunciar sobre o caso.

Com informações do site: br104