sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Tenente-coronel que matou marido tem absolvição mantida


 
Foto: Reprodução
A tenente-coronel Itamara Romero Nogueira, acusada de matar o marido, Valdeni Lopes Nogueira Romeiro, major da PM, em julho de 2016, foi absolvida durante júri em junho deste ano. Nesta quinta-feira (18), o advogado José Roberto da Rosa pediu a manutenção da absolvição.   

Com resultado de 3 x 0 no julgamento no TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), foi mantido a absolvição da oficial da PM.

Advogados de defesa sustentaram que Itamara agiu em legítima defesa, além de agir em violenta emoção por seu cônjuge provoca-la com ameaças e não cumprir com deveres matrimoniais. Dessa forma, o conselho de sentença entendeu que a ação da tenente-coronel foi para se defender.

“Tem a possibilidade que esse processo tenha finalizado com o julgamento de hoje, em razão que não houve nenhuma divergência no julgado e, em segundo lugar, o Ministério Público acompanhou a tese da defesa, no sentindo que a decisão dos jurados é soberana e definida pelas provas apresentadas nos autos, que comprovou a legítima defesa”, explicou o advogado José Roberto à reportagem do JD1 Notícias.  

Caso -
No dia 12 de julho de 2016 a tenente-coronel Itamara Romero Nogueira efetuou ao menos dois disparos contra o marido por volta das 16h, na casa do casal no bairro Santo Antônio, em Campo Grande. O homem foi socorrido e levado para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no mesmo dia.

De acordo com relatos de alguns vizinhos apontam que o casal estava discutindo quando a militar efetuou os tiros. Em sua defesa a ré também apontou que sofria violência doméstica.

Com informações do site: JD1