terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Após roubar carro da Solurb, assaltante morre em confronto


 
Foto: Reprodução
Cleyton Pereira de Lima, 32 anos, morreu após dar entrada no Hospital Regional de Campo Grande, na madrugada desta sábado (11). Ele entrou em confronto com policiais militares na casa onde morava com a esposa, no Jardim Tijuca, depois de roubar uma Fiat Strada da empresa Solurb. 

De acordo com o registro policial, funcionário da Solurb estava no veículo e parou na região da Avenida Bandeirantes, quando uma Blazer escura parou ao lado. Segundo o relato do rapaz, um homem de camiseta escura e boné saiu do veículo e foi em sua direção com um revólver, já anunciando o assalto e colocando a arma em sua cabeça.  

O assaltante pediu que o rapaz saísse do carro e entregasse celular e carteira. O trabalhador desceu do veículo e Cleyton colocou a arma em sua barriga, pegou a carteira e mandou que ele se afastasse. O criminoso entrou no carro e fugiu, sendo acompanhado pelo motorista da Blazer.


Ainda conforme o boletim de ocorrência, o funcionário da Solurb saiu andando e encontrou alguns moradores da região, que emprestaram o celular para que ele pudesse ligar para a polícia. Equipe da PM (Polícia Militar) foi ao local e começou as buscas pelos criminosos.

Em uma casa na Rua Javaés, esquina com a Cabo Verde, no Jardim Tijuca, o rapaz, ao ver os policiais chegando, deu um tiro. A equipe revidou a agressão e acabou atingindo o criminoso. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Regional, onde não resistiu e morreu momentos depois.

Equipe da Polícia Civil foi acionada e, na casa onde o rapaz foi encontrado, foram apreendidos um revólver calibre 38 com cinco munições, duas intactas, duas picotadas e uma deflagrada, a Fiat Strada, que havia sido roubada, e a Blazer, usada para dar apoio ao assalto. Ambos os veículos foram levados para a Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos).

O caso foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma de fogo, homicídio decorrente de oposição à intervenção policial e tentativa de homicídio contra autoridade de Segurança Pública. 

Com informações do site: Campo Grande news