terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Coca-Cola se posiciona sobre críticas à Caravana de Natal


 
Foto: Reprodução

Em resposta às críticas feitas pelos moradores de Cubatão, Santos e São Vicente sobre a passagem da Caravana de Natal, a Coca-Cola FEMSA Brasil informou que "segue um rígido protocolo de medidas de precaução para manter a tradicional celebração de Natal sem que haja aglomeração em decorrência do cenário de pandemia".

Segundo a empresa, esta é a justificativa para que, este ano, não tivesse divulgação prévia oficial da rota em nenhuma das 66 cidades que estão recebendo as caravanas. "Em todos os municípios, os caminhões trafegam na velocidade de 20 km/h durante o desfile, com acompanhamento dos órgãos de trânsito e secretarias locais", finalizou em nota encaminhada à reportagem do DL.

Os moradores de alguns locais por onde passou a Caravana de Natal Coca-Cola não ficaram satisfeitos com o evento, no início da noite desta quinta-feira (09). Por pelo menos três das quatro cidades que receberam os caminhões, as reclamações envolveram pais revoltados e crianças frustradas. A forma como os veículos passaram pelas ruas de Cubatão movimentaram as redes sociais. Assim também aconteceu após a passagem dos caminhões por São Vicente e Santos. 

A página de notícias Cubatão News chegou a questionar a marca assim que a Caravana passou pela Cidade. "Falta de respeito com a população cubatense. Que decepção", postou. A revolta na postagem foi complementada com comentários de moradores sobre a frustação com o evento.

"Passou aqui na frente de casa que nem deu para ver de tão rápido, não teve graça nenhuma", reclamou a blogueira Luana Alves. Outra seguidora endoçou: "Uma palhaçada mesmo, várias crianças chorando", comentou a contadora Jéssica Martins.

Na página do Diário do Litoral no Facebook, os leitores também comentaram sobre a forma que a Caravana passou pela Cidade: "Aqui em Cubatão passou que nem The Flash", ironizou o seguidor Rodrigo Nogueira. Confira no vídeo publicado pela página Onde Tem em Cubatão.

A reportagem do Diário do Litoral também falou com moradores que estavam na expectativa pelo evento. "Mal consegui ver os caminhões. Parecia mais cena do Velozes e Furiosos", brinca a empreendedora Nathália Silva.

Além da velocidade que os caminhões passaram, os moradores reclamam que o trajeto divulgado previamente pela Prefeitura de Cubatão não foi cumprido. "Além de passa a luz do dia, que se perde todo o espetáculo, ainda não fez o caminho informado, deixando as pessas que moram em outros bairros esperando", postou a Cubatão News, encerrando com o apelo: "Mais respeito por Cubatão".

Em São Vicente e Santos, a reclamação foi sobre o atraso. Algumas famílias chegaram a esperar mais de 2 horas pela Caravana. "Em Santos passou voando pela avenida da praia, super tarde, fui olhar na janela por causa do barulho, vi um rastro de luzes. Palhaçada. Ainda bem que não fui no portão esperar", comentou a leitora Malu Oliveira Rodrigues.

Outra seguidora do Diário do Litoral complementou a reclamação sobre a passagem da Caravana em Santos. "Aqui em Santos vi ele passar super rápido nem deu para as pessoas tirarem fotos e nem filmar direito", contou. A Bel Peres, de São Vicente, também reclamou sobre a velocidade dos caminhões. "Em São Vicente passou correndo", comentou.

Pelos comentários, a única cidade que curtiu a passagem da Caravana foi Praia Grande. "Na Praia Grande foi muito lindo. Parabéns a Coca-Cola", comentou a seguidora Ana Claudia Isidro.Já o leitor Davi Guedes sugeriu uma solução para que o próximo ano este tipo de situação não aconteça. "Porque não passa em cada região com dias diferentes, qual a dificuldade de organizar um horário e trajo específico", questionou.


Com informações do site: diariodolitoral