terça-feira, 28 de dezembro de 2021

Homem é preso após espancar o próprio filho com pedaço de mangueira


 


Foto: Reprodução

Um homem de 37 anos foi preso nesse domingo (26) suspeito de espancar o filho com uma mangueira de jardim, em Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte. A polícia esteve no bairro Santo Antônio da Roça Grande por volta das 20h, depois de receber, em uma denúncia anônima, a informação de que uma criança de 12 anos estava sendo vítima de maus tratos.

Ao chegar na residência, os militares conversaram com um tio do menino, que testemunhou as agressões. Ele disse que o irmão teria dado vários golpes de mangueira nos braços e nas costas do sobrinho.


 
Em depoimento, o pai confessou o crime e disse ter se exaltado depois que a criança foi até a casa do tio sem permissão. Na residência da família, a polícia apreendeu o pedaço de mangueira usado para agredir a criança. O pai foi levado até a delegacia para prestar esclarecimento e liberado em seguida.

Já a vítima foi encaminhada a uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no bairro Nações Unidas, com várias lesões nas costas e nos braços. Por lá, o menino infantil atendimento e logo foi liberado.

Procurada pelo jornal, a Polícia Civil informou que, após o registro da ocorrência, “a criança de 12 anos foi encaminhada para atendimento médico e exames cabíveis” e o pai foi liberado após ser ouvido e uma unidade da corporação. “O suspeito assinou termo de compromisso e, em seguida, foi liberado”, diz trecho da nota (leia na íntegra abaixo).

Nota da Polícia Civil na íntegra
A Polícia Civil de Minas Gerais informa que a ocorrência foi registrada, neste domingo (26/12), no bairro Santo Antônio da Roça Grande, em Sabará. Após os fatos, a criança, de 12 anos, foi encaminhada para atendimento médico e exames cabíveis, enquanto o homem, de 37 anos, foi conduzido à Delegacia de Plantão. Ele foi ouvido pela Autoridade Policial da Central Estadual do Plantão Digital, que lavrou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por maus-tratos. O suspeito assinou termo de compromisso e, em seguida, foi liberado.

Com informações do site: BHAZ