domingo, 5 de dezembro de 2021

Homem tenta enganar enfermeira durante vacinação e acaba descoberto; ele usou um braço falso


 
Foto: Reprodução
A pandemia do coronavírus continua assolando a humanidade. Ainda sem um medicamento que possa combater a doença, o recurso para tentar evitar contrair o vírus é através da vacinação e dos cuidados orientados pela OMS – Organização Mundial de Saúde, como manter o distanciamento social, uso de máscaras e higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel.

Um homem de 50 anos de idade, morador da cidade de Piamonte, na Itália, tinha o objetivo de conseguir o passaporte antiCovid, porém sem se vacinar. Numa tentativa de receber o documento, ele tentou se vacinar usando um braço falso de silicone, segundo informações das autoridades locais informaram na última sexta-feira, 3 de dezembro.

Alberto Cirio, o governador da região de Piamonte, usou o seu perfil na rede social para poder lamentar o ocorrido. “O caso beiraria o ridículo se não estivéssemos falando de um gesto de enorme gravidade, inaceitável diante do sacrifício que a pandemia está fazendo toda a nossa comunidade pagar, em termos de vidas humanas e custos sociais e econômicos”.

O italiano procurou um centro de vacinação no município de Biella, em Piamonte, com o objetivo de enganar os profissionais do posto de saúde. A prótese usada pelo cidadão estava muito bem feita, porém a coloração e a sensação ao toque de imediato provou suspeita na enfermeira que estava encarregada de fazer a aplicação do imunizante. Quando a profissional de saúde pediu que tirasse a camisa, a sua tática logo foi descoberta.

Após ser descoberto, o italiano chegou a pedir que a enfermeira fingisse que nada havia ocorrido, mas ela se recusou e chamou os colegas de trabalho que também ficaram em choque com a situação. O homem vai ter que responder pelo fato judicialmente, explicou Cirio.

Nova variante

Uma nova variante do coronavírus, que recebeu o nome de Ômicron, foi detectada na África do Sul recentemente. A descoberta colocou o mundo novamente em alerta, já que a cepa aparenta ser mais transmissível que as outras e também tem infectado pessoas que foram vacinadas contra Covid.

Com informações do site: i7news