quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Padre proíbe fiéis de frequentar igreja com 'roupas inadequadas' no sul do Brasil


 

Foto: Reprodução
Do G1 - Na porta de uma igreja em Santa Vitória do Palmar, no Sul do estado, o alerta: "proibido entrar com roupas inadequadas".

A orientação é que mulheres usem vestido longo e sem decote, saia cobrindo os joelhos, blusa de manga longa cobrindo os ombros e sem estampas chamativas. Roupas curtas, legging e blusa transparente não são permitidas. Já homens devem usar roupa social e não podem usar boné, bermuda jeans ou esportiva e camiseta estampada.

O cartaz foi colocado na Igreja Matriz da cidade. A ideia, que veio do padre Cristiano Pereira, responsável pelo local, gerou desconforto na população.

A aposentada Magda Nicoleti conta que, por determinação do padre, teve que vestir uma calça comprida, em vez da saia com a qual estava, para acompanhar a missa de um ano de falecimento do próprio pai.

"Eu mandei rezar uma missa pro meu pai de um ano de falecimento e tive que colocar uma calça comprida porque ele não deixa usar vestido acima do joelho", diz.

Pessoas ouvidas pela RBS TV expressaram opiniões contrárias à medida do pároco.

"Eu acho que tá muito errado porque acontece que tá correndo com todos os fiéis da igreja", conta a aposentada Jovina Ávila da Silva.

"Eu acho que, quando a gente entra ali, o que tu tens que te dar é o respeito, tem que saber respeitar, pelo menos aquele centro ali, mas não pela tua roupa, pelo teu braço de fora, tua canela de fora", afirma a cabeleireira Janete Araújo.

"Já tá tudo tão difícil e aí o padre vai querer botar regras sobre as roupas. Se você tá vestida assim, normal, já não pode entrar. Eu já não posso entrar porque tô com uma bermuda. Eu acho errado", diz a aposentada Girlei Mirapalhete.

"Hoje, temos aí um monte de gente passando por necessidade, fome, e a gente tá discutindo se pode ir de bermuda ou não em vez da gente poder estar ajudando as pessoas executando o amor de alguma forma que possa ajudar o próximo", relata o representante comercial Jerônimo Muller.

O banner com as orientações sobre as vestimentas ficou em frente à igreja por pouco menos de um mês. Há alguns dias, o padre foi orientado pela Diocese de Rio Grande, responsável pela paróquia, a retirar o cartaz.

O bispo responsável está de férias. O padre Pereira disse à RBS TV, por telefone, que orientações sobre vestimentas são comuns em igrejas da Europa e que quis adotar a prática na igreja.

Com informações do site: DIÁRIO VIP